Michael Jackson? Madonna? Lady Gaga? Hm… Justin Bieber? Esquece. O verdadeiro pioneiro do estrelato na música pop tem nome e sobrenome: Scott Joplin.


Scott Joplin (1868-1917)

Reverenciado como o “Rei do Ragtime”,  considerado o primeiro estilo musical originalmente norteamericano, no qual se predomina o uso do piano. O ragtime tem origem no final do século XIX, a partir da mescla entre marchinhas de banda militar e música popular africana, sem contar que posteriormente contribuiu para a origem do jazz.

Uma curiosidade interessante é que Maple Leaf Rag, de Scott Joplin, é considerada a primeira música da história a vender mais de um milhão de cópias com o artista em vida.

Scott Joplin também foi um homem muito a frente do seu tempo. Por meio de uma de suas obras mais famosas, a ópera chamada Tremonisha, o artista defende que a melhor forma da comunidade negra conquistar os seus direitos em meio à plena segregação racial, é lutando por meio da educação.

Ópera completa e legendada em português (duração aproximada de 1 hora e 30min)

Mas por conta de questões racistas, Scott infelizmente teve muita dificuldade em publicar a famosa ópera ao longo de aproximadamente 4 longos anos – o músico chegou a tocá-la de forma independente em 1915, num pequeno teatro no Harlem (bairro em Manhattan, Nova Iorque). O esforço que o artista dedicou a ópera foi gigantesco mas, denunciando o grau absurdo de racismo descarado da época, acabou não sendo o suficiente para vê-la emplacar como um sucesso.

Esgotado fisicamente e mentalmente, Scott Joplin acabou por contrair sífilis e desenvolver demência, o que levou a sua morte no dia primeiro de abril de 1917, em um hospital psiquiátrico. Neste ponto da sua vida, Scott Joplin fora privado de todo o seu reconhecimento e até mesmo dignidade humana, estando completamente pobre e sendo enterrado em uma vala não-identificada. Um triste e miserável fim para uma das mentes mais brilhantes da música popular norte-americana.

Por outro lado (e dessa vez um pouco mais feliz) sua obra passou por uma espécie de renascimento na década de 1970, período este que Treemonisha finalmente ganhou sua primeira versão à altura de sua grandiosidade, interpretada pela Orquestra Sinfônica de Atlanta. Ah, e seu túmulo também recebeu uma identificação minimamente adequada.

O canal Polyphonic compilou toda essa trajetória e principais informações sobre a vida do artista em um vídeo publicado recentemente no Youtube. Segue o link:

Baiano, amigão da vizinhança, ecochato, escritor amador e mestre pokémon nas horas vagas.