O Simpsons é uma série animada conhecida por praticamente todos, além de estar no ar faz mais de 20 anos. Fora o sucesso absoluto quanto ao público, o desenho é reconhecido pela profundidade de seus temas. O fundador da revista “The Philosophers’ Magazine” já escreveu em uma matéria em que disse: “Os Simpsons é muito mais do que uma animação engraçada, é um trabalho de filosofia. Ele pratica filosofia melhor que a maioria dos filósofos”. Em 2001 o livro “Os Simpsons e a Filosofia” foi best-seller, aclamado pelas críticas e ingressou nas bibliotecas de diversas universidades. Afinal de tudo, o próprio criador Matt Groening foi um estudante de filosofia.

simpsoons

A Universidade de Glasgow aproveitou a popularidade do desenho para introduzir filosofia aos seus estudantes, criando “D’oh! The Simpsons Introduce Philosophy”, o curso viralizou online e recebeu um feedback com o qual a universidade não estava acostumada. John Donaldson é o responsável pela iniciativa e diz que pretende questionar se Aristóteles acharia Homer Simpson um bom homem, por exemplo. Além de Homer, Bart será explorado para os temas de moralidade e livre arbítrio, enquanto Ned Flanders servirá para introduzir a teoria do comando divino.

Esperamos que mais universidades possam aprender com a atitude de Donaldson e a Universidade de Glasgow, utilizando da cultura pop para nos aprofundarmos em estudos acadêmicos.

Viciado em Games, viciado em futebol, viciado em cinema, viciado em séries e viciado em drogas pesadas: leite, glúten e anime.