Que a Mona Lisa é a maior pintura da história todos sabem, ela vai além do mundo da arte, sendo um ícone reconhecido em qualquer lugar do mundo. Mas por que? Por que 80% das pessoas que visitam o Louvre vão apenas para vê-la? O que faz da Mona Lisa, a Mona Lisa?

A pintura é descrita como um enigma, aclamada pelo seu sorriso, seu olhar, seu mistério, sua luz ou praticamente qualquer coisa. Mas e se você só achar normal? Se você não entender o que há de tão incrível assim, ou preferir alguma outra obra. Existe um motivo por trás de tudo isso, algo que vai muito além da obra.

A pintura de Da Vinci passou praticamente 350 anos despercebida, até que Walter Pater escreveu o livro “A Renascença” em 1873. A obra do autor descrevia a Mona Lisa, em uma época na qual era difícil de realmente ver a pintura. Portanto as palavras eram o que a trazia à vida, especialmente as palavras de Pater. O autor aclamava e romantizava a pintura, de maneira completamente apaixonada. Até mesmo Oscar Wilde apreciou a “crítica”, assim como todos que a leram.

walter-pater-the-renaissance-modern-library-edition-random-house-hc-dj-1535750174e05bd17cc90389b8b1980c

Ainda assim, a obra de Da Vinci não era um ícone, nem ao menos foi considerada a melhor obra do Louvre. No entanto, Walter Pater valorizou muito Mona Lisa e começaram os rumores de um possível furto.

Vincenzo Peruggia, que já trabalhou no Louvre, roubou a Mona Lisa no dia 21 de agosto de 1911. O italiano escondeu a pintura por 2 anos em seu apartamento, até que ficou impaciente e acabou sendo preso. Ele desejava retornar a pintura para a Itália, alegando que Napoleão a tinha roubado.

The police record of Vincenzo Peruggia who attempted to steal Leonardo de Vinci's painting 'The Mona Lisa' in 1911, 25th January 1909. (Photo by Roger Viollet/Getty Images)

A reação da mídia foi estrondosa, tanto após o roubo quanto durante todo seu tempo desaparecido. Especulavam que o sorriso de Mona Lisa havia tornado o ladrão louco, sempre citando Pater, criavam suposições de onde a pintura estava e sempre a proclamavam como o melhor retrato da história.

A New York Times headline from August 24, 1911, reported the investigation into the disappearance of the "Mona Lisa."

O sumiço de Mona Lisa foi praticamente uma campanha publicitária, criando curiosidade em centenas de milhares e até mesmo atraindo visitantes ao Louvre, que buscavam ver o espaço vazio onde Mona Lisa esteve.

Quando a obra de Da Vinci finalmente retornou, ela já era a maior pintura de todas, sendo exposta em diversos lugares da Itália até retornar ao Louvre. Portanto, sim, o que fez da Mona Lisa tudo isso, em boa parte, foi sua ausência. Se Mona Lisa não tivesse sumido, se não houvesse tanta história por trás dela, será que ela ainda seria tão famosa?

 

Viciado em Games, viciado em futebol, viciado em cinema, viciado em séries e viciado em drogas pesadas: leite, glúten e anime.