Teapots_-_3

Se você já teve um  Windows XP, provavelmente já viu essa imagem ou algo parecido. Tirando os vários tubos por aí, o destaque da imagem acaba sendo o bule amarelo perdido entre os canos. Esse é o “Bule Utah”, o mais importante objeto 3D de todos.

O seu título é devido ao seu criador: Martin Newell, que o criou durante seu doutorado em ciência da computação na Universidade do Utah. Em 1974, o aluno tinha ideias inovadoras para algoritmos capazes de criar objetos tridimensionais, no entanto sua maior dificuldade era encontrar algo a ser digitalizado.

A solução para os problemas de Newell veio de sua mulher, durante um café da manhã, que sugeriu ele usar o bule de chá que estavam usando. As curvas, o formato e as sombras convenceram o cientista, que logo em seguida já esboçou seu projeto.

8514_39144da5a6180c47885443c83547ec14

Depois, ele usou as coordenadas de seu desenho e criou o objeto virtual. Ele já considerava o bule sua melhor criação, realista, simples e acessível. Por isso, ele o inseriu em sua pesquisa. O objeto repercutiu muito na comunidade da computação gráfica e logo se tornou referência.

Martin fez história e até hoje seu bule é relevante. O objeto verdadeiro está exposto no museu da computação, além do virtual que sempre aparece em animações, inseridos por fãs e geeks da computação.

8517_c0cccc24dd23ded67404f5e511c342b0O bule original, exposto no museu de Mountain View, California.

Se até Toy Story e Simpsons colocaram o Easter Egg, fique de olho, pois a próxima vez que você ver um bule, não será por acaso.

 

Viciado em Games, viciado em futebol, viciado em cinema, viciado em séries e viciado em drogas pesadas: leite, glúten e anime.