Com todas as devidas precauções por conta da pandemia do corona vírus, muitos artistas populares do Brasil e do mundo estão investindo nas “lives” para fazer apresentações por meio da internet, entretendo aqueles entediados em casa e também arrecadando recursos para quem mais precisa de ajuda nesse momento de crise mundial tão crítica.

E tem sido só sucesso! Na quarta-feira dessa semana, Marília Mendonça reuniu milhões de pessoas, arrecadou centenas de toneladas de alimentos e quebrou o recorde de visualizações simultâneas em um vídeo ao vivo no Youtube com mais de 3,2 milhões de espectadores. Sendo que o recorde anterior havia sido recém-conquistado pela dupla Jorge & Matheus há menos de uma semana, com 3,1 milhões de espectadores.

A transmissão da “rainha da sofrência” teve mais de 3 horas e chegou a travar o Youtube (sim, a maior plataforma de streaming de vídeos online do mundo) em seus minutos iniciais devido ao gigantesco fluxo de acessos. Haja gado hein.

Não sendo apenas um caminho para manter a relevância, há um quê de responsabilidade social nesses shows, uma vez que a influência dos artistas ajuda a manter as pessoas em casa, assegurando assim o estabelecimento da medida mais recomendada pela Organização Mundial da Saúde: o distanciamento social. Aqui no Brasil teremos o Festival do projeto Fome de Música, que pretende arrecadar recursos para ajudar a combater a fome no país.

Já lá fora, aos moldes do lendário Live Aid em 1986, a OMS vai realizar, em colaboração com Lady Gaga, o One World: Together At Home. O festival reunirá grandes artistas da música, sobretudo a pop, como Paul McCartney, Billie Eilish, Lizzo, Elton John, Chris Martin (do Coldplay), além da própria Lady Gaga, claro.

O evento será realizado por meio de uma transmissão online global no dia 18 de abril e tem como principal objetivo arrecadar fundos para dar suporte os profissionais de saúde na linha de frente do combate ao corona vírus, e a própria OMS.

Acho que o recorde da Marília Mendonça não vai se manter por muito tempo…

Não poderia deixar de falar também, claro, de um dos momentos mais antológicos da história da música pop que rolou em meio a essa onda de shows online: Hozier cantando a música Toxic da Britney Spears em sua live no Instagram.

Em meio a todo esse caos, a arte pode nos ajudar a manter a estabilidade mental. Mas não são todas as pessoas que têm o privilégio de só sentar no sofá da sala, com segurança financeira, uma boa conexão a internet e curtir os shows, então é emocionante acompanhar a música unindo tantas pessoas em prol de uma causa tão solidária e importante para o momento em que vivemos.

Vamos passar por isso juntos, mas cada um da sua casa.

Baiano, amigão da vizinhança, ecochato, escritor amador e mestre pokémon nas horas vagas.