O diretor Terrence Malick muito conhecido pelo seu estilo único de dirigir: filmar o máximo de material para depois utilizar o mínimo possível.

Como em A Linha Vermelha em que nomes bem conhecidos como Bill Pullman, Viggo Mortensen e Mickey Rourke foram literalmente cortados na edição final do filme.

Em To The Wonder, filme de 2012, Malick decidiu contratar o documentarista Eugene Richards para que saísse as ruas da cidade de Bartlesville (em Oklahoma) com o ator Javier Bardem (que estava protagonizando um padre na trama) e filmassem pequenas conversas com algumas pessoas contando algo único sobre elas.

Esse trabalho, que talvez para Malick fosse interessante porém não se encaixava com a sua ideia para o filme, se tornou um simples rascunho jogado fora. No entanto, Richards não aceitou isso e acreditou que esse material tinha potencial para se tornar algo.

E, então, todo o corte feito por Terrence Malick se tornou o mini documentário Thy Kingdom Come, dirigido por Eugene Richards que estreia no próximo SXSW Film Festival.

Dark Amanda: a melhor pessoa que você vai conhecer.