#éoquetemprahj por Marco Franzolim

Nos dias 6 e 7 de novembro acontece o TEDxAmazônia. Serão mais de 400 pensadores das mais variadas áreas do conhecimento reunidos em um dos ecossistemas mais complexos do mundo, que une nove países da América do Sul e é considerado Patrimônio da Humanidade pela Unesco. Por dois dias serão discutidas ideias que podem melhorar a Qualidade de Vida das mais de 5 milhões de espécies do planeta. Do coral ao ser humano, todos serão discutidos em 50 palestras às margens do rio Negro.

Eu e alguns símios da MonkeyBusiness estaremos lá participando ativamente desse grande projeto. A MonkeyBusiness apoia os TEDs desde que debutaram no Brasil com o TEDxSP (que é organizado ao estilo TED, mas de forma independente, e rolou aqui em São Paulo em novembro de 2009). Desde o TEDxSP, apoiamos e participamos com as nossas apresentações do TEDxSudeste (Rio de Janeiro), TEDxSantos, TEDxUSP, e semana que vem estaremos no TEDxPortoAlegre.

E muita gente legal passou pelos TEDs. Bill Clinton, Paul Simon, Bill Gates, Bono Vox, Al Gore, Michelle Obama e Philippe Starck. Vale a pena ficar por dentro.

O legal do TED é que ele registra a importância das apresentações. E das apresentações bem feitas. Tanto que aqui no Brasil pratica-se o modelo de apresentações de 5 a 15 minutos. E, por mais incrível que pareça, esse tempo é perfeito para se apresentar uma idéia, uma lição de vida, uma experiência relevante ou até mesmo para se contar uma história. E onde tem boas apresentações, pode procurar que a MonkeyBusiness está junto.

Para o TEDxAmazônia, trabalhamos nas apresentações de 9 palestrantes:
Bernardo Toro é um pensador multidisciplinar colombiano, que se dedica a repensar a educação no século 21. Toro acredita que não há democracia sem um ensino de qualidade, que torne a criança capaz de compreender o contexto que a cerca.

Gordon Hempton dormiu na grama. Uma tempestade caiu e ele continuou adormecido sob a chuva. Foi naquele dia que ele se fascinou com os sons da natureza. Há 25 anos, seu trabalho é gravar sons que as pessoas se esqueceram de ouvir. Ele faz um alerta: o silêncio está em extinção.

Sergio Laus é o maior especialista em surfe de pororoca – pega ondas no encontro entre as águas dos rios amazônicos com o mar. A pororoca é tão violenta que é possível ouvir seu ruído uma hora antes dela chegar. Ela é capaz de derrubar árvores, naufragar barcos e alterar o leito dos rios. Laus bateu duas vezes o recorde mundial de permanência em ondas – uma vez surfou mais de 11 quilômetros, permanecendo sobre a prancha por 36 minutos ininterruptos.

A bióloga paulista Deise Nishimura pesquisava botos na reserva amazônica de Mamirauá, onde há 90 jacarés para cada ser humano. Na véspera do reveillon de 2010, ela limpava um peixe na sua casa flutuante quando um jacaré açu enorme surpreendeu-a e arrastou-a para a água. Deise lutou pela sua vida e venceu. Perdeu uma perna, mas conseguiu arrastar-se até o rádio e chamar ajuda. Ela está ansiosa para voltar à Amazônia e retomar sua pesquisa.

Ken Goddard bioquímico americano, acabou sendo levado pelo destino a se tornar policial. Depois de estudar criminalística, criou no Oregon o primeiro laboratório de investigação de crimes contra a natureza: uma espécie de CSI ambiental. Goddard também escreve romances policiais.

Michael Braungart é químico alemão que está tentando reinventar o modeloprodutivo da humanidade. Junto com o arquiteto americano William McDonough (de quem é sócio na McDonough Braungart Design Chemistry), escreveu o livro “Cradle to Cradle” (“de berço a berço”), que tenta desenhar um sistema no qual não há resíduo na produção industrial. Crítico do pensamento ambientalista tradicional, Braungart presta consultoria para a Ford, a Nike e a cidade de Chicago.

Nielsen Mury Bastos trabalha na Oi como gerente de Serviços Prediais, uma espécie de síndico de todos os prédios das regiões Norte, Nordeste e Sudeste.

Embarco hoje (daqui a pouco) para Manaus, e depois de uma hora de viagem pelo rio Negro, chegarei ao local do evento. Volto pra São Paulo na segunda com mais novidades. E prometo postar as melhores aqui no Newrônio.

Para saber mais sobre o TEDxAmazônia, acesse o site oficial do evento aqui.
Para conhecer (e fazer parte) da comunidade do TED internacional, clique aqui.
Para ver as apresentações que rolaram em todos os TEDs no Brasil que a MonkeyBusiness participou, acesse o site euamoppt aqui.

Para me xingar muito no twitter: @mkbusiness e @marcofranzolim
Para xingamentos pessoais: marco@monkeybusiness.com.br