Steve Lacy é um artista razoavelmente desconhecido, no entanto, o garoto de apenas 19 anos esbanja talento e originalidade em diversos aspectos de sua música.

a

Dentro da indústria, seu nome aparece em créditos de produção e composição em músicas de artistas maiores, como: Kendrick Lamar, J Cole, Denzel Curry, Isaiah Rashad e Goldlink.

PRIDE. do último álbum de Kendrick teve a participação de Steve Lacy em sua produção e composição. A maneira como isso aconteceu foi inesperada, assim como tudo na curta carreira do artista até aqui. Depois de ter conhecido Lamar por meio do vocalista do Vampire Weekend, Steve mostrou algumas de suas músicas para o rapper, que logo pediu seu número.

O beat foi enviado para Kendrick, que disse que talvez o usaria. Lacy ficou feliz, mas não muito otimista, já que grandes artistas sempre mudam de ideia. Mas então, depois de meses sem saber o que estava acontecendo, Steve perguntou para Lamar se eles poderiam trabalhar em algo juntos; que respondeu que estava sem tempo por causa de seu álbum. Como Lacy sempre foi um fã, ele perguntou se podia ver a tracklist, para o que Kendrick respondeu: “lol, sua música é a 4ª”.

Além disso, Lacy é um dos membros da banda The Internet, um grupo de R&B em ascensão. Indicado para um Grammy de melhor álbum “Urban Contemporary”, quando Lacy finalmente decidiu que deveria seguir uma carreira musical – antes ele apenas dizia que “fazia beats” como um hobby, nunca como trabalho.

Apesar de tudo isso, o seu vasto currículo tão cedo na carreira nem é o mais impressionante quando se trata de Steve Lacy. Todas suas músicas, além de algumas produzidas para outros artistas, são feitas inteiramente pelo seu celular. O jovem começou com beatmaking justamente pelo seu iPhone, usando vários apps antes de se estabelecer de vez no GarageBand. O motivo por trás da escolha tão diferente não está somente na mobilidade, já que Lacy gosta de ter a possibilidade de criar em qualquer lugar, como também no som diferenciado que a execução possibilita.

Artistas como Lacy demonstram como ainda existem formas a ser quebradas dentro da música, inclusive com a ajuda da tecnologia, abrindo um grande leque de possibilidades. Uma verdadeira inspiração, capaz de provar que se pode muito com pouco, desde que se tenha criatividade e motivação.


A música a que Lacy se refere no tweet acima é Silkk da Shocka de Isaiah Rashad.

Seu último projeto foi seu primeiro EP solo, lançado em 24 de fevereiro: Steve Lacy’s Demo. Com apenas 6 músicas, ele dura cerca de 13 minutos e vale a pena para ouvir como tudo é possível.

Viciado em Games, viciado em futebol, viciado em cinema, viciado em séries e viciado em drogas pesadas: leite, glúten e anime.