Se você era uma criança nos anos 90, talvez se lembre de um filme sobre um gênio descoberto por crianças, estrelando o ator Sinbad. O filme era uma típica comédia infantil, contando a história de Shaazam, algo que traz nostalgia para muitos até hoje. No entanto, ele nunca existiu, o próprio ator diz que nunca interpretou um gênio, ainda mais em um filme chamado Shaazam. O mais interessante é que pela internet, muitos lembram perfeitamente de ter assistido o filme, comentando sobre as suas cenas favoritas e até o descrevendo.

O caso é descrito como um “Efeito Mandela”, no qual um grupo de pessoas compartilham da mesma falsa memória, ele ganhou esse nome quando várias pessoas juravam que Nelson Mandela tinha morrido enquanto estava na prisão nos anos 80. Alguns sugerem que são lembranças de uma realidade paralela, ou que a nossa realidade foi modificada por viajantes do tempo, ou conspirações do tipo – qualquer seja o caso, é o que ocorreu com o filme de Sinbad.

A nostalgia da discussão se tornou uma busca ao “filme perdido” ou teorias para o porquê disso estar ocorrendo. Uma hipótese válida é a confusão com o filme Kazaam, que estrelava Shaquille O’Neal como um gênio.

kazaam

Mas como o comediante Sinbad se meteu no meio dessa história? Nem o próprio entendia por um tempo, mas após pesquisar por um tempo, ele acredita que foi devido aos filmes de “Sinbad The Sailor”, que contava com gênios em suas histórias.

 

 

Outra curiosidade que pode contribuir para a falsa memória coletiva é a preview de Kaazam aparecendo antes do VHS de Enloquecendo meu Guarda-Costas em 1997.

Portanto, no 1º de Abril, obviamente que alguém tomaria proveito do Efeito Mandela e foi justamente isso que o CollegeHumor fez, mostrando o “VHS perdido de Shaazam” para todos.

O vídeo também conta com várias referências a outros casos do efeito, como o personagem de Monopoly, Curious George e o cereal Froot Loops.

cO cereal nunca se chamou “Fruit Loops”

a O homem de Monopoly nunca usou um monóculo.bO macaco George nunca teve um rabo.

Peço perdão se confundi a memória de vocês. Opa, na verdade tem mais um, a música We Are The Champions do Queen não termina com “of the world!”, ela simplesmente acaba.

Pode checar a versão de estúdio também.

 

Viciado em Games, viciado em futebol, viciado em cinema, viciado em séries e viciado em drogas pesadas: leite, glúten e anime.