Todo ano, por volta de novembro e dezembro, começa a temporada das premiações. E no caso do cinema principalmente, muitos filmes são lançados nesses meses, que no caso estariam mais frescos na cabeça dos jurados e também podem render se forem realmente indicados ou até mesmo ganharem. Obviamente, o prêmio mais desejado é o Oscar da academia, o evento mais assistido e discutido da awards season.

Após várias edições do evento, diretores, escritores e criadores no geral, já aprenderam o que cativa os jurados americanos e isso gerou o Oscar Bait, filmes que abusam das características mais adoradas pela academia.

lion

Esse ano alguns exemplos podem ser Lion, principalmente, Moonlight e Manchester à Beira Mar – além da tentativa falha de Beleza Oculta. No caso dos três primeiros são filmes realmente bons que aproveitaram que suas temáticas já eram de acordo com o que a Academia gosta e por isso, lançaram o filme durante a temporada das premiações, já o filme de Will Smith é o clássico Oscar Bait cliché – aproveitando de um elenco conhecido e talentoso, exagerando nos temas de vida, espiritualidade e morte, além de encher a tela de melodrama.

O host de talk show e comediante Seth Myers, criou um trailer para o filme Oscar Bait, parodiando todos os filmes que tomam essa prática, listando cada característica utilizada por eles. O resultado é hilário e bem preciso com a realidade da temporada de prêmios.

Viciado em Games, viciado em futebol, viciado em cinema, viciado em séries e viciado em drogas pesadas: leite, glúten e anime.