O curta “Keep It Moving” da Smirnoff venceu a categoria de storytelling autêntico criativo e original, patrocinado ou assinado por uma marca – mesmo com a concorrência de The Escape da BMW Films. No Tribeca Film Festival os jurados preferiram um curta metragem que representa uma faceta pouca conhecida pela sociedade, contando a história real de Chris Fonseca, um dançarino surdo que se tornou referência para outros surdos por meio da dança.

O júri contava com diversos COOs e CEOs de agências publicitárias como Jae Goodman, Hearst e a Creative Artists Agency, além dos comediantes e diretores Tim & Eric. A escolha também foi influenciada por dados de performance de outras milhares campanhas de vídeo, tudo disponibilizado por uma solução de inteligência artificial criada pela Celtra.

Jenna Lyons, uma das juradas, comentou como o curta foi unânime entre o grupo, “A mensagem não é apenas importante e impactante – ela foi expressa com imagens lindas como também uma jogada única com som que permitia o espectador a se sentir no mundo de Chris nem que fosse por um breve tempo. Foi emocionante, lindo e também inspirador.”

O festival, além de vários outros que também possuem categorias do tipo, gerou uma discussão quanto ao futuro dos conteúdos de marca – e as suas possibilidades em relação a campanhas mais tradicionais. Definitivamente as marcas estão cada vez mais aplicando o Branded Content, com o número de 600 inscritos na categoria demonstrando como ele é essencial para uma boa estratégia de marketing.

Viciado em Games, viciado em futebol, viciado em cinema, viciado em séries e viciado em drogas pesadas: leite, glúten e anime.