Quando se fala em cinema, a África não é uma das grandes referências na indústria, como é de se imaginar devido as condições do continente. No entanto, um país que está se destacando é a Uganda, especialmente na pequena vila de Wakaliga.

Isaac Nabwana é apaixonado por cinema desde pequeno, ainda mais por filmes de ação, e apesar de nunca ter visitado um cinema, ele seguiu seu sonho de se tornar um diretor. Para produzir seu primeiro longa, Isaac teve de vender praticamente tudo que tinha (além de fazer tijolos para vendê-los) para comprar uma câmera Sony PD 170, que hoje custa cerca de 30 reais.

nabwana

Assim nasceu o sucesso Who Killed Captain Alex?, um filme que custou cerca de 200 dólares e acabou se tornando viral em 2010, quando seu trailer atingiu mais de 1 milhão de views. A produção toda foi feita pelo diretor e seus amigos, que nunca achavam que o filme sairia da vila deles.

Hoje, a Ramon Film Productions sonha em se tornar o maior estúdio de ação do mundo, acreditando no potencial da Uganda. O diretor Isaac acredita que não será o único diretor ou editor da vila em alguns anos, enxergando a vontade de crianças em seguirem os seus passos. O sucesso do filme em 2010 permitiu que os cineastas continuassem fazendo filmes, que já produziram mais de 30 filmes até hoje, alguns que ficaram apenas dentro da vila.

Uma das pessoas que viu o trailer foi o diretor americano Alan Hofmanis, que se impressionou ao ponto de partir para a África e ajudar a RFP, onde está até hoje. A história chamou a atenção de vários veículos, incluindo a Vice, que entrevistou o diretor e documentou seus métodos em vídeo.

 

Assim como Alan disse, o movimento que ocorre em Wakaliwood é como se fosse o ínicio do cinema, onde não existem regras e as oportunidades para inovação são enormes. A referência que os ugandenses possuem são filmes de sessão da tarde, de Chuck Norris e Bruce Lee e o resto eles podem inventar. Aliás, uma das características mais únicas de Who Killed Captain Alex é um VJ (ou Video Joker) que é basicamente uma versão “comentada” com muitos gritos de “SUPA ACTION”. O motivo por trás disso está na falta de espaço no HD do diretor, que tinha de deletar todo filme que fazia para ter espaço para fazer outros, sobrando apenas os DVDs queimados com o VJ.

O Youtuber IHE fez um episódio de The Search for The Worst (que já escrevemos sobre aqui) baseado no hit de Isaac e tenta explicar o enredo o máximo possível.

O que está acontecendo na Uganda é realmente algo único e muito motivacional (pelo menos foi para mim), portanto se você sonha em produzir filmes e acha que não vai conseguir, lembre-se de Isaac, um homem comum da África que já produziu mais de 30 filmes – apenas com a ajuda de seus amigos e uma câmera de 30 reais.

Se você quiser ajudar a Ramon Film Productions, o site deles vende os filmes e até mesmo camisetas. Além disso, eles possuem um Patreon, onde você pode doar pequenas quantias mensalmente.

Para assistir Who Killed Captain Alex? é só acessar no Youtube ou no próprio site de Wakaliwood.

Uma curiosidade: nem o próprio diretor sabe quem matou o Capitão Alex.

Viciado em Games, viciado em futebol, viciado em cinema, viciado em séries e viciado em drogas pesadas: leite, glúten e anime.