Lançamentos surpresas sempre foram comuns na indústria da música, pelo menos desde “In Rainbows” do Radiohead. No entanto, hoje em dia eles praticamente se tornaram regra entre os grandes artistas, de tão comuns que são. Beyoncé soltou “Lemonade” do nada, Drake soltou “If you’re reading this than it’s too late”, depois Kendrick Lamar, U2 e Madonna fizeram o mesmo. Agora, Frank Ocean após 4 anos de aguardo lançou 2 álbuns: Endless e Blonde.

frank-ocean-endless-blond-covers-split

Eis então que surge outra questão, Endless não é um álbum “comum”, ele é visual, artístico. Algo que novamente, está se tornando norma. Um simples álbum com data de lançamento não basta, agora ele precisa ser “surpresa” e incluir mais do que músicas. Lemonade também era um filme, “Views” do Drake acompanhava 12 fotografias, Blonde tem uma revista que inclui um poema do Kanye West sobre McDonald’s. Este que revelou “Life of Pablo” ao tocar trilhas do álbum quando mostrava a nova coleção da Yeezy à vários especialistas em moda.

509641972-kanye-west-performs-during-kanye-west-yeezy-season-3-on.jpg.CROP.promo-xlarge2

Devido a tanto hype e especulações, muitos fãs acabam suspeitando que tudo possa ser uma pista de um novo álbum. Impulsionando rumores de um novo projeto da Taylor Swift após seu namorado do momento, Tom Hiddleston, aparecer usando uma camiseta “I heart T.S”.

Taylor-Swift-and-Tom-Hiddleston-4

Apesar de parecer tornar a indústria muito mais emocionante, existem muitos negativos das surpresas. Quase sempre, o lançamento é exclusivo em algum serviço de streaming de música, obrigando o ouvinte a ficar alternando entre Spotify, Apple Music ou Tidal. Consequentemente a pirataria aumenta, com o consumidor perdendo a paciência com a exclusividade. Outro fator é o quanto isso atrapalha os músicos menores, incapazes de saber quando lançar seus projetos, já que o Kanye West pode soltar algo novo no mesmo dia.

A tendência da surpresa não para apenas na indústria musical, com muitos filmes e séries também sendo revelados de última hora ou mantidos em segredo por muito tempo. O filme “10 Cloverfield Lane” só apareceu com um trailer, absolutamente sem nenhuma informação divulgada antes, 8 semanas antes de sua estreia. Apesar disso, o filme ganhou 25 milhões de dólares no fim de semana de abertura e recebeu críticas positivas. Outro caso no cinema foi o filme “The Woods” que se tornou a sequência de Bruxa de Blair no meio de um screening na Comic-Con San Diego. Nas telas grandes, essa tendência parece funcionar melhor, impedindo o Hype, a ansiedade e as grandes expectativas.

10-cloverfield-lane-featured

Em suma, é da natureza humana gostar de estar surpreso. Por isso esse método de lançamento está sendo tão utilizado. Mas quando algo se repete demais, será que ainda surpreende?

 

Viciado em Games, viciado em futebol, viciado em cinema, viciado em séries e viciado em drogas pesadas: leite, glúten e anime.