No Japão até mesmo o exército é estilizado e divulgado no formato de animes e mangás . No entanto não é exatamente um exército, já que desde 1950 foram proibidos pelos vitoriosos americanos. Portanto a força armada japonesa se trata da JSDF (Japan Self Defense Forces) e só existe com o propósito de defender as fronteiras japonesas, tendo apenas recentemente expandido para ajudar aliados necessitados, caso isso também implicasse consequências para a nação.

O assunto é muito polêmico dentro do país, constantemente debatido entre os partidos políticos. Porém o presidente se recusa à descrever as forças de defesa como algo militar; e o mais interessante foi a solução encontrada para que a instituição crescesse, sem alarmar a população: apostar na fofura.

2

3

Esses são os caças japoneses, todos estampados com personagens no estilo moe, popular nos gibis e animes japoneses, o traço geralmente traz vida à personagens femininas. Em 2011 a Aoi-Chan foi criada, e no ano seguinte ganhou 3 irmãs, todas com seu próprio caça. O sucesso foi tão grande que as pilotos passaram a se vestir como as personagens em shows aéreos e outros eventos. Apesar disso, ou justamente por isso, as 4 personagens deixaram de existir em 2013.

No entanto esse não foi o fim do “éxercito cartunesco” japonês, que por exemplo, produz cartazes do mesmo estilo para recrutamento desde 2010.

1

A nova identidade visual provou ser eficaz em 2013, quando o número de voluntários aumentou em 20% após a divulgação das 3 novas mascotes do ano.

A representividade da JSDF partiu, logicamente, para a indústria dos animes e mangás e também no formato moe, algo que não ocorria antigamente.eita

Kantai Collection, a série acima, trata-se de garotas que são incarnações de navios japoneses destruídos durante a segunda guerra mundial. Elas são capazes de derrotar os americanos na série.

Mais recentemente, foi divulgado um vídeo para ensinar o que é a JSDF para as crianças, obviamente um anime.

Realmente, não existe nenhum lugar como o Japão.

 

Viciado em Games, viciado em futebol, viciado em cinema, viciado em séries e viciado em drogas pesadas: leite, glúten e anime.