Não é incomum diretores famosos da sétima arte dirigirem comerciais de televisão. É difícil não conhecer os comerciais do Spike Lee para a Nike, o “1984” do diretor de Blade Runner e Alien para a Apple ou a contribuição de David Fincher e Brad Pitt para a Heineken ao som de “Gimme Shelter”. É natural que mesmo com 30 segundos ou 1 minuto seja possível reconhecer o estilo e a linguagem dos diretores.

Desta vez, Michel Gondry (Brilho Eterno de Uma Mente Sem Lembranças) presenteia o universo da publicidade com um belo comercial lúdico para a FedEx. O filme alterna entre o real e o surreal por meio do conceito “o que fazemos toda noite parece ter saído de um sonho estranho. Exceto que pela manhã, tudo faz sentido”.

De modo a justificar o conceito utilizado, as imagens surreais de objetos inanimados ganhando vida passam a ter sentido no momento em que aparece um veículo da empresa.

Crítico mirim, desenhista amador, escritor júnior e futuro quadrinista (se tudo der certo).