O canal americano Showtime está investindo em uma nova série chamada “Kidding”, a qual teve o seu primeiro episódio lançado via internet há alguns dias atrás, dia 31 de agosto. Porém, só estreou de fato, na televisão, dia 9 de setembro.

A série tem Jim Carrey como protagonista, que ultimamente têm se posicionado de um jeito diferente diante da mídia – tem questionado alguns aspectos da existência humana, mostrando-se estar em uma fase mais espiritual e filosófica; algumas vezes, se posicionando até de maneira sarcástica.

A nova série se trata de uma comédia dramática, e foi dirigida por Michel Gondry, com quem Carrey já havia trabalhado junto no icônico filme “Brilho eterno de uma mente sem lembranças“, e criada por Dave Holstein.

O enredo da série é sobre a vida de Jeff Piccirillo (interpretado por Jim Carrey), um homem adulto conhecido pela sua performance como ‘Mr. Pickles’ em um programa de televisão chamado Mr. Pickles’ Puppet Time, destinado ao público infantil. Contudo, em certo momento de sua carreira, Jeff perde um de seus filhos em um acidente de carro e entra em extremo estado de luto. Ele não consegue simplesmente continuar seu dia a dia normalmente, se tornando árduo para ele o processo de seguir em frente e se recompor.

Consequentemente, ele acaba brigando com seu pai, Seb (interpretado por Frank Langella), que é o produtor do programa infantil e não permite, de maneira alguma, Jeff gravar um episódio sobre o sentimento de perda diante das câmeras, no qual colocaria em pauta toda a angústia e mágoa de uma perda.

Durante suas discussões, o pai o confronta: “Você precisa entender que existem duas versões de você. ‘Mr Pickles’, o personagem de TV responsável por faturarmos milhões de dólares. E o Jeff da vida real, um homem divorciado e um pai em luto que precisa aprender a lidar com os próprios problemas”

A ideia central é a mistura da inocência da infância com todo o drama da vida adulta.

A primeira temporada tem oito episódios, que irão ar durante esse mês de Setembro e Outubro, no canal Showtime.

eu queria saber voar