Já fez maratonas de jogos? Provavelmente né? Foi cansativo? Com certeza, mas nada vale mais a pena que zerar Bioshock Infinite em 12h. Mas se você acha que jogar sem parar é cansativo, pensa quem tem de criar algum do 0 em 24h. Essas são as Game Jams, maratonas para criação de jogos, com limites desde 24h até 72h. Os participantes são game designers, artistas, animadores, programadores, artistas e até escritores – muitas vezes trabalhando em conjunto.

Apesar de ser o foco ser criar um desafio para os participantes, muitas vezes game jams acabando gerando jogos que são lançados com sucesso. A facilidade da distribuição online para jogos de computador é um dos fatores que permite que protótipos criados em poucos dias cheguem ao mercado, por meio de plataformas como Steam e GOG.

Eis algumas histórias de sucesso de maratonas:

Goat Simulator

Talvez o maior exemplo de todos seja um jogo onde você é uma cabra. O conceito do Goat Simulator surgiu justamente em uma Game Jam interna da Coffee Stain Studios, como uma brincadeira. No entanto, após o sucesso viral de vídeos do protótipo no Youtube, a empresa resolveu lançar o jogo mantendo os bugs que o tornavam hilário.

A escolha valeu a pena, com o jogo saindo para PC, Android, iOS, Playstation e Xbox; gerando mais de 12 milhões de dólares no processo, o triplo dos 2 maiores jogos da desenvolvedora: Sanctum e Sanctum 2.

SUPERHOT

Diferentemente de Goat Simulator, esse jogo cresceu por conta de seu conceito diferenciado ao invés de aleatoriedade ou nonsense. Criado na 7DFPS, uma Game Jam que desafia os participantes a criarem um jogo de tiro em 1 semana, o jogo consiste em seu gameplay baseado no tempo. Basicamente, o tempo só “anda” quando você anda – tornando cenas de Matrix possíveis.

O jogo teve uma ascensão incrivelmente rápida, juntando 100 mil dólares em 23h pelo kickstarter e sendo aceito na Steam Greenlight em um único fim de semana. Quanto a vendas, o jogo gerou cerca de 250 mil dólares.

Gods Will Be Watching

Na mesma linha de Superhot está Gods Will Be Watching, focando mais em uma simples ideia com potencial do que comédia. O protótipo criado na Ludum Dare #26 foi criado em 72 horas, no qual o objetivo era apenas deixar o jogador em conflito com decisões difíceis, colocando sobre suas costas o peso da vida de várias pessoas que precisavam sobreviver um inverno extraterrestre.

O jogo final avançou o conceito, criando uma história imersiva que afetava ainda mais o universo como também os arrependimentos do jogador, verdadeiramente brutal.

Surgeon Simulator

Outro jogo mais caracterizado por suas mecânicas estranhas, além de um gameplay confuso e engraçado. O jogo da Bossa Studios surgiu na Global Game Jam de 2013 em 2 dias, se tornando um sucesso no Youtube depois. A dificuldade em realizar as operações era tanta que frequentemente os jogadores mais machucavam o paciente do que o ajudavam, portanto os criadores não perderam tempo e logo colocaram Donald Trump como uma opção.

I Am Bread

Na onda do sucesso de Surgeon Simulator, a Bossa Studios resolveu seguir a mesma estratégia para criar seu próximo sucesso, organizando uma Game Jam interna. O jogo que se destacou foi o I Am Bread, no qual o jogador toma o papel de um pão que deve se tornar uma torrada, eles até conseguiram conectar a história com o jogo passado.

Talvez as Game Jams não sejam o lugar certo para jogos avançados, complexos ou mais elaborados, mas o limite de tempo com certeza ajuda na criatividade – com ideias absurdas se tornando realidade, sejam irônicas ou até mesmo intrigantes.

Viciado em Games, viciado em futebol, viciado em cinema, viciado em séries e viciado em drogas pesadas: leite, glúten e anime.