Para muitos amantes das artes, escolher entre dança, pintura ou fotografia é algo impensável. São diferentes setores que, ao se unirem, se tornam admiráveis pelos mais diferentes públicos.

Dessa forma, o figurinista Matisse, o escultor Antony Gormley e o pintor Howard Hodgkin, se juntaram para fazer uma exposição no teatro Sadler’s Wells, em Londres, que une essas três categorias citadas acima. Inspirados em obras de Picasso, o espetáculo acontecerá em novembro de 2018.


Essa não é a primeira vez que dança e arte se juntam. Outros artistas já experimentaram em seus espetáculos essa mistura. Vale ressaltar que, há muito tempo atras, mais precisamente em 1917, um grupo se apresentou com seus movimentos e figurinos inspirados, novamente, nas obras de Pablo Picasso. Segue abaixo exemplos clássicos dessa fusão, além de um pequeno trecho do espetáculo inspirado em Picasso.

Ballet Tree of Codes, criado pelo artista Olafur Eliasson e coreografado por Wayne McGregor, no Manchester Opera House em 2015.

Os bailarinos Daniel Squire e Andrea Weber em Xover (pronunciado ‘Crossover’) por Merce Cunningham, com um pano de fundo de Robert Rauschenberg, no Barbican, em Londres, em 2008.

É inegável que quando diversos tipos de artes se misturam ganham grande visibilidade do público, que se apaixona pela obra e pelo contexto que ela representa.