Séries de TV nunca estiveram tão em alta, todos acompanham, discutem sobre e fazem suas previsões. Essa demanda por discussão após cada episódio de Game of Thrones, Westworld ou Mr Robot acabam gerando teorias e análises de fãs do que há por vir, e cada vez mais, eles estão acertando. Sempre tem alguém que acertou o grande twist de Westworld ou qualquer outra série, e mesmo sendo apenas hipóteses, as teorias acabaram virando spoilers, já que você já sabe todo rumo que o enredo pode tomar, a partir de um raciocínio lógico.

Os maiores culpados desse fenômeno são os sites que cada vez mais analisam o que está ocorrendo de verdade nas suas séries favoritas, pois teorias sempre existiram pra quem quisesse procurar, desde X-Files ou Lost. No entanto, agora elas se tornaram pontos principais para as conversas entre os fãs, ou seja, se você ainda não está sabendo de tal teoria, ou ainda não previu o grande twist, claramente você não é tão fã ou tão dedicado quanto seu amigo, um ávido leitor de teorias online.

paIsso sim é uma teoria legal, quando a série já acabou e não pode estragar sua experiência.

A série que torna isso mais evidente é “Westworld”, na qual a única discussão é sobre o que vai ocorrer no episódio seguinte ou algo do tipo, com certeza se você acompanha certas páginas algo como “Uma famosa teoria de Westworld foi confirmada no último episódio” já apareceu no seu feed, ou pior ainda, na forma de clickbait ou até um spoiler no próprio título. Adivinhar twists se tornou quase uma competição, no momento que aparece uma dica de que vai haver uma reviravolta, ela se torna o foco de toda discussão ao redor do programa, todos os outros temas, como desenvolvimento de personagens ou críticas sociais são deixados de lado.

Talvez o principal culpado esteja no próprio formato, que deixa o espectador livre para teorizar a vontade semana após semana, enquanto em um filme tudo tem de ser digerido muito mais rápido. Depois as críticas surgem com afirmações do tipo “enredo previsível”, mas talvez sejamos nós mesmos os culpados por tornar tudo mais óbvio. A nossa obsessão por estarmos certos está retirando grande parte do poder e potencial daquilo que tanto amamos.

Viciado em Games, viciado em futebol, viciado em cinema, viciado em séries e viciado em drogas pesadas: leite, glúten e anime.