Sites de pontuação de filmes, séries e jogos estão cada vez mais presentes em discussões sobre filmes, em uma conversa casual sobre qualquer filme não é difícil escutar coisas como: “tá com 8,8 no IMDb”, “Metacritic tá alto” ou “100% no Rotten”. Mesmo que filmes sejam uma arte subjetiva, argumentos como esses, que quantificam a qualidade de uma obra são cada vez mais comuns, como se pudessem provar que X é objetivamente melhor que Y. Além disso, as próprias obras estão usando dessas plataformas para a divulgação de seus filmes, citações de críticos sempre foram comuns mas agora essas pontuações também se tornaram. Quantos trailers esse ano você viu com o famoso “100% no Rotten Tomatoes”?

Mas afinal, o que significam essas notas? Como elas são quantificadas em cada um desses sites? Pois pela forma que a mídia as usa para divulgar obras, parecem que elas são apenas números jogados, contando com a “credibilidade” das plataformas. Logicamente as coisas não são bem assim. Por isso, neste texto teremos o funcionamento dos 4 principais sites: IMDb, Rotten Tomatoes, Metacritic e CinemaScore.

ROTTEN TOMATOES

Esse é com certeza o mais problemático, tanto pelo quanto ele é usado em campanhas de marketing, quanto por quão pouco ele é compreendido. Na verdade, é provavelmente por isso que ele é tão usado nas campanhas. Na época do hype de Mulher Maravilha, surgiram manchetes mais ou menos assim: “Mulher Maravilha é o filme de super-herói com a maior nota na história”. Claramente era um desses sites sendo explorados mais uma vez, no caso, o Rotten Tomatoes.

Basicamente, assim como o Metacritic, o Rotten é um agregador de críticos especializados. Toda nota que aparece ali é baseada na junção da opinião de vários críticos, exceto pela nota da audiência. Mas, eis o problema do site, o seu mais conhecido valor é o “Tomato Meter”. Um sistema completamente binário, resumindo em “gostei” ou “não gostei”, que não se importa com o quanto ele gostou ou o quanto não gostou. Os críticos vão lá, escrevem sua crítica e dão sua nota normalmente de A a F, de 0 a 10 ou 1 a 5, mas também escolhem se o filme foi fresh ou rotten. A quantidade de votos fresh ou rotten se torna uma porcentagem de aprovação, enquanto a média das notas se tornam o “Average Rating”. Mas olha o tamanho do Average Rating e o tamanho do Tomato Meter:

Na época da matéria a porcentagem era maior.

A nota da audiência funciona da mesma maneira. Mas no geral o Tomatometer, que é o tão utilizado pela crítica, é mal interpretado – algo que provavelmente é intencional. É mais fácil conseguir uma avaliação alta por conta dessa binaridade, além de que muitas pessoas interpretam isso como “9,2 de 10”, sendo que a média é na verdade 7,6. Por isso temos essas manchetes sensacionalistas, colocando Mulher Maravilha como superior à O Cavaleiro das Trevas, sem considerar o Average Rating.

IMDb

IMDb é um dos sites mais populares de cinema, seja por servir como uma base de dados, quanto para as discussões entre fãs sobre a posição de tal filme no Top 250. As notas do site são praticamente baseadas nas opiniões de seus usuários, apesar de um pouco da recepção da crítica ser considerada. Portanto, suas notas acabam sendo mais por méritos de popularidade e hype, apesar do portal tentar balancear isso com seu algoritmo. As notas dos usuários podem ser de 0 a 10, e como muitos são extremos, quando notas 0 ou 10 estão em excesso elas são ajustadas para terem um impacto menor. Outro ajuste bem interessante é ajustar as notas de acordo com os usuários, então alguém que dá muita nota alta pesa menos na média geral, enquanto alguém que dá apenas notas baixas pesa mais. Por último, as notas não ficam permanentes para a geral, com cada usuário podendo mudar uma vez.

Mas apesar de todas suas tentativas, por ser extremamente aberto e popular, as notas do site variam muito. Especialmente em filmes controversos, no qual usuários enchem de notas hiperbólicas. The Wire, por exemplo, foi por muito tempo a série com a maior nota do site, mas quando Breaking Bad surgiu os fãs da série passaram a dar nota 1 para a série da HBO, para colocar Walter White no topo da lista.

CINEMASCORE

Recentemente, tem repercutido como “Mãe” de Aronofsky recebeu a pior nota possível no Cinemascore: um F. O site segue o sistema padrão das  escolas americanas no formato de A a F, onde A é um 10 e F um 0. Esse já é um dos menos conhecidos da lista, mas ocasionalmente aparece na mídia por casos como esse. Isso ocorre por conta de seu formato “pesquisa”, sua abordagem é completamente diferente dos outros sites. Ao invés de usuários ou críticos derem notas no site, eles pegam a opinião de pessoas que acabaram de assistir o filme no cinema, indo para as estreias e pré estreias e entrevistando o público na saída. Portanto, a “digestão” do material ainda não ocorreu e o resultado final são as primeiras impressões do consumidor comum de cinema, muitos que não utilizam esses tipos de sites. No fim das contas, ele serve mais como uma pesquisa de recepção.

Metacritic

O melhor por último. Metacritic é provavelmente o que consegue medir com mais exatidão uma nota, mesmo que ela seja de críticos, que obviamente não representam se um filme é bom ou não, já que isso vai da opinião pessoal de cada um. Mas o site consegue medir com precisão o quanto algo é aclamado pela crítica, de uma forma muito melhor que o Rotten Tomatoes.

Basicamente, suas notas são uma versão aprimorada de uma média aritmética, algo que o rotten faz com seu escondido “Average Rating”. O site compila a opinião de diversos críticos considerando o nível de reputação e experiência de cada um, podendo colocar mais peso em algum do que o outro, o falecido Roger Ebert por exemplo era o crítico com o maior peso do site. Além disso, eles disponibilizam os textos de cada um, representando o porquê da nota. Também são adaptados os formatos de cada crítico, transformando notas de A a F, de 0 a 5, de 0 a 4 ou qualquer seja o formato de pontuação do crítico. De forma parecida com o IMDb, também são ajustadas as notas de acordo com a característica do crítico, alguém que sempre dá notas baixas é diferente de alguém que sempre dá notas altas – portanto cada um tem sua média. No fim, as notas viram médias de 0 a 100, divididas em 3 cores: vermelho (0-39), amarelo (40-59) e verde (60-100).

O seu método comprova ser eficiente quanto ao balanceamento, portanto poucos filmes conseguem notas acima de 90 e poucos conseguem abaixo de 10. São apenas 1400 que possuem a aclamação universal de uma nota 90+, enquanto nenhum é tão odiado a ponto de receber um 0 (apesar de 3 filmes terem nota 1).

Dá para encontrar várias pérolas escondidas no New and Notable.

No fim das contas, essas notas não representam nada para cada indivíduo, apenas uma perspectiva geral de como uma parte de pessoas julga tal filme. Mas, se você gosta de buscar recomendações de filmes pouco conhecidos (o melhor uso desses sites), Metacritic parece ser a melhor opção – atualizando diariamente seu catálogo com obras recentes do mundo inteiro.

 

Viciado em Games, viciado em futebol, viciado em cinema, viciado em séries e viciado em drogas pesadas: leite, glúten e anime.