A premiação mais famosa do mundo está cada vez mais perto, até o dia 26 de fevereiro todos estão preparando seus palpites para os vencedores de cada categoria, mas para isso é melhor saber como funciona a escolha dos membros da academia.

A Vox ilustra como a decisão de mudar o sistema de votos em 2009 influenciou os vencedores nos anos seguintes no vídeo abaixo.

Basicamente, ao invés de escolher apenas um filme como o melhor do ano, os jurados fazem uma lista com ordem do melhor para o pior. Assim, o filme com menos presença no topo das listas passa seu voto para a segunda escolha de cada lista, continuando esse padrão até que o candidato com mais votos atinja 1 voto a mais que a metade.

Dessa forma, o Oscar está beneficiando um filme que a maioria das pessoas gostou, ao invés de filmes polêmicos que podem aparecer em primeiro lugar para alguns ou lá embaixo para outros. É discutível se esse método é justo ou não, mas ele definitivamente influenciou várias escolhas desde que se tornou oficial.

O site Metacritic utiliza um sistema muito semelhante, baseando-se em um compilado de 256 listas feitas por críticos, você pode conferir o resultado deles aqui. Esse método acaba diferindo das médias realizadas pelo site, que também são formadas por diversas críticas especializadas diferentes, assim como parece ocorrer dentro do júri do Oscar.

O favorito no entanto continua sendo La La Land, mesmo que o resultado da Metacritic prefira Moonlight, existe uma grande diferença entre os jurados da academia, a crítica e o público.

Viciado em Games, viciado em futebol, viciado em cinema, viciado em séries e viciado em drogas pesadas: leite, glúten e anime.