Breaking Bad é um exemplo para muitas séries, em diversos aspectos, mas algo que é pouco apreciado é seu piloto, o primeiro episódio. Um piloto para televisão é um “episódio teste” para vender a ideia da série ao canal, muitas vezes ele acaba indo ao ar e se torna o episódio inicial, mas nem sempre. É essencial em um piloto apresentar a premissa da série claramente, assim como seus personagens principais e ainda ser interessante o suficiente para que o espectador volte a assistir.

Muitos falham em colocar tantas coisas dentro de um apenas episódio, não é a toa que vemos tantos pilotos ruins em séries ótimas, mas o show de Vince Gilligan merece reconhecimento. Usando uma estrutura clássica de um teaser e 4 atos, Breaking Bad consegue apresentar uma história sobre um homem que decide arriscar sua vida quando descobre que tem câncer, tentando juntar dinheiro para sua família por meio do tráfico de metanfetamina.

Começando com uma não linearidade clássica, mostrando uma situação inusitada, engraçada e tensa para então explicar no restante do piloto como o protagonista foi parar ali: dirigindo um trailer com 2 corpos dentro usando apenas uma cueca.

O Youtuber Lessons from the Screenplay analisou o roteiro do piloto, demonstrando como Vince Gilligan atinge todos os pontos essenciais com naturalidade.

Um dos aspectos mais interessantes de Breaking Bad é como o piloto consegue demonstrar o maior diferencial da série, tendo um protagonista que passa por uma mudança constante durante as 5 temporadas. Afinal, o mais importante é justamente a transformação de Walter White, começando no momento em que ele espanca os jovens que ofendiam seu filho.

Nessa cena é a primeira vez que vemos o outro lado do protagonista. Representando também um dos melhores simbolismos da série inteira, quem sai da loja é Walter White, mas quem volta é Heisenberg – só faltou o chapéu.

O piloto de Breaking Bad não apenas é excelente por si só, como também cumpre as promessas e expectativas que ele estabelece com o restante da série, ao contrário de séries que focam no piloto para convencer os investidores e acabam fracassando nos episódios seguintes.

Viciado em Games, viciado em futebol, viciado em cinema, viciado em séries e viciado em drogas pesadas: leite, glúten e anime.