Aretha Louise Franklin nasceu dia 25 de março de 1942, na cidade de Memphis, no Tennessee. Ela começou sua carreira como cantora gospel em uma pequena igreja em Detroit, onde teve a oportunidade de se destacar, e aos 18 anos já estava bem encaminhada, chegando a realizar uma gravação para a “Columbia Records”.

Em meados de 1960, começou a ser chamada e reconhecida como “Queen of Soul” ou, em português, “rainha do Soul”. Aretha teve 112 singles reconhecidos e classificados pela Billboard, se tornando a mulher com mais singles citados na história. Sua primeira música a ficar extremamente famosa foi “Respect”, mas outras de suas composições marcantes incluem “I say a little prayer”, “Think”, “Chain of Fools”, “(You make me feel like) a natural woman”, etc.

Algumas curiosidades sobre a estrela é que ela tinha “Ptesiofobia”, o medo de viajar de avião, e esse foi um motivo para ter recusado vários shows e turnês. Outra é que ela teve seu primeiro filho muito jovem, apenas com 15 anos (em 1955).

 

Em 1979, ganhou uma estrela na Hollywood Walk of Fame

Também foi a primeira mulher a ser incluída no Rock and Roll Hall of Fame e a primeira negra a aparecer na revista Time.

Infelizmente, Aretha vinha enfrentando vários problemas de saúde há algum tempo. Ela possuia barreiras como o alcoolismo e tabaco, além de sempre ter enfrentado a dificuldade de estar acima do peso.

Em 1992, a cantora decidiu parar de fumar, dizendo que esse vício estava “estragando a sua voz”. Porém, essa não foi a solução para terminar todos os problemas de saúde.

Durante os anos finais de sua carreira, foram canceladas uma série de apresentações devido às doenças.

Hoje, dia 16 de agosto de 2018, aos 76 anos, a artista faleceu, na cidade de Detroit. Sua causa de morte foi diagnosticada como câncer pancreático avançado. Apesar disso, não foi muito difícil comprovar todo o seu patrimônio artístico deixado aqui conosco, assim, a tornando memorável, transmitindo sua arte adiante, sempre.

eu queria saber voar