Se você conhece Nirvana, sabe que eles foram uma da maiores bandas de rock do mundo. Chegando a tirar o rei do pop (Michael Jackson) do primeiro lugar da Billboard em álbuns mais vendidos.

A banda foi criada pelo vocalista Kurt Cobain e pelo baixista Novoselic, em 1987. E suas músicas misturavam estilos como Punk Rock e Rock alternativo, o que foi batizado pela imprensa como Grunge. Em seu primeiro álbum, Bleach de 1989, eles ainda eram uma banda Underground e seu vocalista gostava disso.

Entretanto, em seu segundo álbum, Nevermind de 1991, foi quando a banda estorou e ganhou espaço e fama mundial. Músicas como Smell Like Teen Spirit, In Blom, Come As You Are entraram na lista das 500 melhores músicas de todos os tempos, segundo a revista Rolling Stones.

O sucesso fez com que o vocalista da banda odiasse a fama alegando falta de privacidade, pois não gostava da imprensa invadindo sua vida particular. Eis que a banda lança seu terceiro álbum, chamada In Utero. As músicas tinham um tom mais natural, som abrasivo e menos mainstream, e suas letras se voltavam contra o sistema da fama e mídia.

A intenção da banda era fazer um álbum menos comercial que o anterior. Isso fica claro em músicas como Radio Friendly Unit Shifter, sendo um título ironicamente pop para uma das músicas mais pesadas do álbum ou na frase que abre a primeira música, Serve The Servants, em que Kurt canta “A angústia adolescente pagou muito bem. Agora estou entediado e velho”.

Após lançarem esse álbum, eles achavam que a fama iria acabar e que eles poderiam voltar a ser uma banda underground. Mas isso não aconteceu e músicas como Heart-Shaped Box, Dumb e All Apologies se tornaram clássicos da banda e aumentaram ainda mais o seu sucesso.

Apesar de Nervermind ser o disco que levou a banda ao sucesso. In Utero é com certeza o seu disco mais completo, juntando o pop de Nervermind com um som mais cru de Bleach. O disco mostra uma banda no auge de sua criatividade e de seus problemas pessoais.

Infelizmente, a banda acabou após o suicídio do seu vocalista Kurt Cobain em 1994. Considerado por muitos como o representante de toda uma geração. E embora não gostasse de sua fama, ele e sua banda acabaram mudando a história do rock e são lembrados por muitos até hoje.